Once

outubro 23, 2008

*PARA CLARINHA

Fotos: Divulgação

Once BannerMinha irmã, Maria Clara, apresentou-me um filme dias atrás: Once. Carregado de simplicidade, o longa-metragem independente conta a história de um músico de rua e de uma imigrante da República Tcheca que se encontram por mero acaso. De conversa fortuita, nasce uma forte e apaixonante relação. O vínculo se estreita e da união, intensa e criativa, surgem as mais diversas canções. O filme se passa entre uma composição e outra. Pitadas do folk e pinceladas do pop rock revelam a belíssima e cativante trilha sonora.

Produzido e filmado com o homeopático orçamento de US$ 70 mil, Once ganhou o Oscar na categoria de Melhor Canção Original com “Falling Slowly” e venceu o prêmio do público no Festival Sundance de 2008. O fenômeno conquistou proporção tamanha que os atores e músicos Glen Hansard e Marketa Irglova – protagonistas da trama – formaram a banda The Swell Season, cuja turnê percorreu inúmeros países, da América ao Japão.

O diretor John Carney, parceiro musical de Glen Hansard na banda The Frames, comentou em matéria publicada no portal G1 que “o projeto foi feito entre amigos, com pouco dinheiro e muita alma”. A palavra traduz com exatidão o meu parecer sobre o filme: alma. Poucas são as produções multimilionárias de Hollywood que valem a hora e meia (para ser diminuta) ou mesmo o ingresso pago em bilheterias do mundo inteiro.

Once Cena

Once fala sobre temas corriqueiros do cotidiano: amizade, amor, perdas, ganhos, sonho, realidade, chegada, partida, estímulo, desilusão, esperança, inquietude, saudade, entendimento, desencontro, desejo, compreensão, cumplicidade, trabalho, percepção, relacionamento… Não há singela citação que cesse uma frase embalada por sensações. Os sentimentos que trazemos conosco em nosso dia a dia podem ser compartilhados – vida é troca –; não encontrarão, contudo, ponto final. Quando é o tempo de todos nós.

Vale a pena assistir ao filme. Deixo a dica acompanhada pela canção que mais gostei da trilha:  “If you want me”.

 

If you want me

(by Glen Hansard & Marketa Irglova)

Are you really here or am I dreaming
I can’t tell dreams from truth
For it’s been so long since I have seen you
I can hardly remember your face anymore

When I get really lonely
And the distance causes our silence
I think of you smiling
With pride in your eyes a lover that sighs

If you want me satisfy me, if you want me satisfy me
If you want me satisfy me, if you want me satisfy me

Are you really sure that you’d believe me
When others say I lie
I wonder if you could ever despise me
When you know I really try
To be a better one to satisfy you
For your everything to me
And I’ll do what you ask me
If you’ll let me be free

If you want me satisfy me, if you want me satisfy me
If you want me satisfy me, if you want me satisfy me
If you want me satisfy me, if you want me satisfy me