Bicicletada Floripa

maio 2, 2011

RELATO

29 de abril de 2011

Data de mais uma Bicicletada na Ilha da Magia. Sorte a nossa, pois a noite estava linda, estrelada e fresca. Lá fomos nós a pedalar pelas ruas e avenidas da cidade. Minha segunda atividade em coletivo ciclourbano e já me senti em casa. Confesso que o medo do trânsito ainda é uma constante. Os motoristas não compartilham as vias, buzinam nos momentos mais inusitados sem razão, mantêm a velocidade alta ao nos ultrapassar e não respeitam a distância de 1,5 m do ciclista. São inúmeras as situações de perigo. No início, senti-me tensa, mas com o passar dos minutos ao lado do grupo eu logo relaxei. A paixão e o propósito sempre falam mais alto. Acredito que temos que nos arriscar pelo que amamos e queremos para nós e para os outros. Como muito bem escreveu o jornalista Thiago Benicchio, “lidar com as adversidades talvez seja a parte mais difícil da vida. Mas viver ainda é melhor que sonhar.”

Nosso pedal levou mais de duas horas, percorremos os bairros Trindade, Agronômica e Centro passando por: Lauro Linhares, Bocaiúva – a ciclofaixa desta rua continua tomada pelos carros, que estacionam despreocupados –, Gama D’eça, Osmar Cunha, Hercílio Luz, Mauro Ramos e Beira-Mar Norte, entre outras.

Deixo na página o registro de minha alegria. Foi muito bom pedalar com o grupo de Floripa, unido, integrador, consciente, bem-humorado, bonito, especial. O “plantão” será mantido em São Paulo, dentro do possível, para a produção de conteúdo sobre a bicicleta, sempre inserindo-a ao espaço urbano e aos problemas que o ciclista encontra diariamente.

Bora!


Fotos Fabiano Faga Pacheco e Vinícius LR
 
 
 
 
Anúncios

4 Responses to “Bicicletada Floripa”

  1. Maria Clara Says:

    Muito legal esta bicicletada! Louvável a iniciativa do pessoal em se organizar para levar adiante a ideia de fazer da bicicleta um meio de transporte de fato e de direito 🙂 Quanto mais iniciativas assim, mais chances de que os motoristas se sensibilizem e eduquem para uma melhor convivência entre todos os usuários das ruas da cidade.
    Bj, Duquesa (que chique, hein?)

    • Carolina Pinheiro Says:

      Oi, Clarinha.
      Obrigada pelo comentário. Viu que fantástica a mobilização do pessoal em prol da qualidade de vida, na busca pela paz e harmonia no trânsito? Utilizar a bike como meio de transporte urbano é optar por um veículo limpo, saudável e eficiente. Dentro de uma sociedade cada vez mais sufocada pelo individualismo, estrangulada pelo caos do trânsito, prejudicada pela poluição incessante da atmosfera, escolher a bicicleta é reconhecer a necessidade de transformação do contexto. Um futuro sustentável depende, entre outras coisas, de um reordenamento dos espaços urbanos para a inclusão de modais alternativos e inteligentes. Além disso, pedalar é bom demais!!!!!! Beijos

  2. Dum Says:

    Muito legal Carol. Mas como sugestão a vocês de Floripa, pressionem a prefeitura para criar ciclovias. O modelo de Barcelona e Paris são fantásticos. Ai ainda dá tempo, ao contrário de São Paulo, onde moro. Pedalar no meio de carros é muito desleal e perigoso.

    Bj

  3. Carolina Pinheiro Says:

    Oi, Dum.
    Concordo com você: pedalar no meio de carros é muito desleal e perigoso, principalmente quando os motoristas são mal educados, não respeitam o ciclista, infringem a lei o tempo todo, transgridem para se auto-afirmar. Floripa se mobiliza e muito para pressionar o poder público. No blog, você pode ler a respeito da luta da comunidade pela construção de ciclovias em posts como Caso Osni Ortiga: https://amacaca.wordpress.com/2011/04/10/caso-osni-ortiga/, Caso Osni Ortiga 2: https://amacaca.wordpress.com/2011/04/12/caso-osni-ortiga-2-2/ e Caso Osni Ortiga 3: https://amacaca.wordpress.com/2011/04/25/caso-osni-ortiga-3/. Trata-se de uma cobertura que fiz sobre a luta dos moradores do bairro Lagoa da Conceição pelo início das obras de ciclovia em uma das ruas mais perigosas da Capital, pela qual circulam centenas de ciclistas diariamente. Quanto aos modelos de Paris e cidades europeias, há o post Mobilidade Urbana, no qual falo a respeito das discussões que ocorreram durante o Fórum Internacional sobre Mobilidade Urbana: https://amacaca.wordpress.com/2011/04/30/mobilidade-urbana/, que aconteceu aqui em Florianópolis nos dias 26 e 27 de abril.

    A falta de vontade política e de esforço das autoridades em incluir o tema na agenda e os projetos de execução das obras do sistema cicloviário nas cidades brasileiras é um problema grave e que devemos solucionar, exigindo do Governo a tomada de atitude. Isso, sem dúvida, tem que mudar. Há tempo para a transformação do espaço urbano na Ilha, em São Paulo e em qualquer cidade de qualquer lugar do mundo. O modelo implantado em Paris, como você mencionou, é um exemplo disso. Mas para que o processo se dê de forma plena, é preciso que todos os agentes envolvidos nele trabalhem juntos.

    Bom receber você por aqui mais uma vez.
    Beijo


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: