Porções Fast Food

outubro 5, 2010

O mundo está cada vez mais ro ro ro

Há semanas tento reservar espaço de meus dias para dedicação ao blog, mas o ritmo enfadonho de trabalho não permite. Torço-me, contraio-me, agito as bandeirinhas e o tempo segue a se esvair por meus pedaços. Tudo gira em torno de mil e uma atividades do mundo cão.

– Imperativos à parte, eu amo o que faço. Isso não tem preço.

Ocorre que após gritos e alardes, decidi entrar para o international team do famigerado Facebook. Para que servem tantas janelas de acesso ao universo online? Eu, por exemplo, possuo duas contas de email,  msn, twitter e blog – que, sem pestanejar, arrancam-me a macia penugem macacal (tudo pela causa). Respira e vai.

Não satisfeita, deixei-me tomar pela louca e acrescentei ao hall mais uma aba. Abri a conta, familiarizei-me com o funcionamento da página e né que a coisa é divertida? Viro-me bem com o network mais encorpado. Dei-me conta de que a facilidade de postagem de links no Facebook pode me ser útil, já que tenho condições de aproveitar o conteúdo publicado lá, aqui no blog. Falo-ei.

Todos os posts da macaca aproveitados do Face  – o world planet mais comentado do momento – estão devidamente identificados. Peguei a onda. Lançarei, sempre que possível, mais destas porções fast food para os meus leitores. Quem quiser que me acompanhe.

Brique da Redenção

outubro 5, 2010

O Brique da Redenção é um dos eventos mais tradicionais da capital gaúcha. Sempre que vou a Porto Alegre adoro caminhar por ali, conhecer “novidades antigas” dispostas em tapetes e tecidos coloridos por dezenas de expositores. São peças decorativas (muitas do início do século XX), artesanatos, bijuterias, plantas medicinais e ornamentais, livros e uma infinidade de opções para os visitantes. Há até mesmo vitrolas a tocar clássicos como smoke gets in your eyes. Um deleite! O Brique ocorre todo o domingo e o site da feira é www.briquedaredencao.com.br. Vale a pena conferir.

Brechó ao ar livre

Etiqueta Negra

outubro 5, 2010

Excelente fala de Julio Villanueva Chang durante a oficina que ministrou na Festa Literária Internacional de Paraty (Flip), em 2010: “Acreditamos que sabemos ler e não sabemos. É preciso criar um novo modo de ler como forma de perseguir seu próprio texto.” Para maiores informações sobre o jornalista e a sua revista Etiqueta Negra, acesse:

Desvarios literários e jornalísticos sobre o tema em blog da flip.

Guignard

outubro 5, 2010

Em Porto Alegre, assisti a uma exposição maravilhosa no Margs que vale destaque. Chama-se Guignard e o Oriente: China, Japão e Minas. São inúmeras obras que unem com harmonia os estilos da pintura brasileira, chinesa e japonesa. Não canso de me surpreender com o fato de conhecermos pouco os nossos artistas. Eu nunca tinha ouvido falar deste grande nome de nossas artes plásticas: Alberto da Veiga Guignard. Há poucos meses, descobri a grandeza da obra de Abelardo da Hora. Quanto ainda há por descobrir? A mostra – que inclui o trabalho de Guignard – estará aberta ao público até o dia 7 de novembro. A entrada é franca.

Eleições 2010

outubro 5, 2010

Muito bom este texto garimpado publicado no site da Casa de Cinema. Não concordo, a princípio, com as colocações de Furtado referentes a Marina, embora sejam muito bem fundamentadas. Com o resultado do 1º turno, passei a pensar na possibilidade – e ela se confirmará caso a senadora apoie o Serra, fato que a levaria a se contradizer -, da Marina ter vindo para dividir as esquerdas. Uma divisão deste porte é improdutiva em todos os sentidos. Ela se torna mais grave se ocorrer em um momento chave como o que estamos vivendo. Dentro deste contexto, a direita nunca esteve tão unida. Todos sabemos que unidade leva ao alcance da meta. Fato preocupante, mas previsível em um país que ainda elege o Tiririca.

 

Dez falsos motivos para não votar na Dilma (por Jorge Furtado)