Pedaço de mim

outubro 2, 2009

Para Yamara e Cláudio (meus pais).

cambará9Lembro-me como se fosse hoje do dia em que o assisti pela primeira vez Cinema Paradiso. Minha mãe me pegou pela mão – a mim e aos meus irmãos –, éramos pequenos, e nos levou para o cinema. Ela sempre teve o hábito de nos apresentar ao mundo e foi sempre uma aventura inenarrável conhecê-lo pelas suas mãos. Considero tal experiência um privilégio! Obrigada minha estrela, por ter colocado tanto brilho em minha vida com o seu sorriso e a sua força.

O longa-metragem italiano, dirigido por Giuseppe Tornatore e com trilha sonora composta por Ennio Morricone, deixou em mim uma marca eterna. O tempo é implacável, a hora é agora. Nossos laços, todavia, são para sempre. Mamãe repete: “Filha, a única coisa que fica são os vínculos que construímos.”

Cinema Paradiso fala exatamente sobre a ligação forte que pode existir entre as pessoas, a qual se solidifica conforme cada um rega o seu jardim. Não há o que dure se não for bem cuidado, tratado com amor, alimentado com respeito e instigado pela atenção genuína. O meu pai também me ensinou um bocado sobre a simplicidade, integridade e entrega.

Mover-se a amor. Taí a lição trazida do berço. Viverei, portanto, para ser, amar e me abrir a cada passo um pouco mais.  O sentimento tem o poder indiscutível de abraçar a realidade com firmeza. Agradeço aos meus pais pela luz que carrego por dentro. Deixo para eles palavras cobertas de mim:

Deram-me raízes e asas quando nasci. E vivo assim, a renascer…Raízes que sustentam o meu pouso, a minha morada, o carol16meu canto, a minha casa. Sei que sempre estarão lá. Asas que me levam para longe a abrir o coração curioso, largo, solto, faminto de mundo, caminhos, ideias abstratas do desconhecido. Suponho que o concreto se faz de mim aos poucos, absorto, acordado, predisposto. O que encontro é fatia desta liberdade cativante que desembarca em meu olhar e repousa em minha vontade de estar junto de mim acompanhada.

Anúncios

2 Responses to “Pedaço de mim”

  1. bia Says:

    Querida,
    Lindo! Lindo! Lindo o que você escreveu! Linda a homenagem feita à seus pais! Linda e justa!
    Eles devem estar orgulhosos (no bom sentido) pela filha que você é… fruto da excelente educação, do amor, da inteligência, enfim… não é preciso comentar aqui o que todos sabemos!
    Parabéns, Macaquinha! Seu futuro já é brilhante!
    Beijos da tia!

    • Carolina Pinheiro Says:

      Oi, minha tia!
      Desculpe-me a demora absurda em responder. Estou em ritmo frenético de trabalho. Tudo muito bom, mas sabe como é, né? Corre-corre danado! Torça por mim e que eu não pire até o final de dezembro. ;P
      Amei o teu comentário. Fico muito feliz em saber que você acompanha o meu trabalho, que gosta do meu texto. Muito obrigada por todos os elogios. Você está certa quando comenta sobre a minha educação. Devo tanto aos meus pais. E sim, eles ficaram orgulhosos e me deram um sorriso que fez brilhar cada palavra que escrevi para eles. Foi lindo!
      Obrigada por acreditar em mim e em tudo o que eu tenho pela frente. O caminho é longo e depende de mim, sempre. Quero estar contigo neste verão, mais uma vez. Oba!
      Nos vemos em Arraial.
      Muitos beijos da tua sobrinha


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: